top of page
  • Foto do escritorStartup Altamap

Rastreando custos da fazenda: o 1º passo para ter mais rentabilidade

Por trás de todo agronegócio sério, há muitas horas investidas na otimização da gestão agrícola.

custos produtivos da fazenda

Por trás de todo agronegócio sério, há muitas horas investidas na otimização da gestão agrícola. Entretanto, a gestão da produção agrícola é particularmente delicada e requer múltiplas habilidades. Os agricultores frequentemente realizam dois trabalhos: um para obter uma alta produtividade - e com alta qualidade - e outro para obter a rentabilidade.


Afinal, a produção agrícola depende diretamente das condições climáticas e dos recursos naturais, e é sensível à mudança nos preços do mercado. Por esta razão, produzir colheitas de qualidade e nutritivas que possam alcançar preços de mercado mais altos, mantendo os custos de produção em um nível razoável, é um desafio diário para cada agricultor(a).


E a forma como ele ou ela administra e controla os custos produtivos afeta diretamente a rentabilidade da fazenda. Isso porque uma alta produtividade e rentabilidade não faz sentido se os custos de produção são absurdamente altos. Em outras palavras, a manutenção dos custos de produção em um nível razoável é crucial para atingir a rentabilidade da fazenda.



Indo mais a fundo nos custos produtivos

Cada cultura requer um esforço de produção específico durante a safra em relação às horas trabalhadas e ao maquinário utilizado, equipamentos de produção, fertilizantes, água e outros itens como ferramentas adicionais, equipamentos ou produtos comerciais específicos.


Ter uma visão dos diferentes tipos de custos por cultura permite aos agricultores ver quais culturas agrícolas são rentáveis e quais não são rentáveis. Além disso, os agricultores que conhecem exatamente os custos e o rendimento por talhão e produção agrícola podem detectar pequenas mudanças que podem trazer economia de custos.


Quando a mesma cultura, produzida em vários talhões diferentes, mostra rendimentos também diferentes, o acompanhamento dos custos de produção por talhão costuma salvar a operação. Imagine o que acontece se um(a) agricultor(a) cultiva a mesma safra em poucos talhões e detecta que um talhão tem custos mais altos de fertilizantes e falta de rendimento.


Neste caso, ele pode concluir que a cultura está super fertilizada e decidir aplicar uma quantidade menor de fertilizantes na próxima estação. Ao fazer isso, um(a) produtor(a) poupará dinheiro e evitará a fertilização excessiva, o que também terá um impacto positivo no rendimento.


O mais interessante é que isso pode ser visualizado em mapas integrando a visão aérea do drone e a análise do solo. Com isso, o(a) agricultor(a) tem acesso aos dados de cada talhão e um mapa indicativo de zonas de manejo específicas.


Em outras palavras, o(a) produtor(a) consegue definir quantidades diferentes de adubação para cada talhão (pode inclusive definir essa adubação variável dentro do talhão) com base na qualidade do solo dos talhões.




Planejando os custos para a próxima safra

Quem já conhece os custos exatos das safras anteriores consegue planejar o orçamento muito mais facilmente. Com isso, dá para criar um plano de orçamento para cada safra, o que permite alocar o dinheiro de forma muito mais consciente. Em outras palavras, o(a) produtor(a) se prepara com muito mais cuidado e segurança para a próxima safra e evita ficar dependente de um financiamento agrícola, por exemplo.


O planejamento de custos da safra também pode ser útil para comparar os custos planejados com os custos reais no final da temporada. Essa é uma ferramenta bastante útil para um trabalho de otimização contínua na gestão agrícola. É com esse estudo comparativo entre safras que o gestor agrícola consegue melhorar sua tomada de decisão e consegue reduzir custos sem cortar investimentos necessários.



No fim das contas…

O controle dos custos de produção agrícola e o planejamento do orçamento representam um desafio para os gestores agrícolas, mas ao mesmo tempo um trabalho importantíssimo para o agronegócio se desenvolver plenamente.


Felizmente, as ferramentas de agricultura digital como drone, softwares de análises, entre outras tantas inovações tecnológicas ajudam o gestor/produtor agrícola a economizar tempo em toda a operação e a organizar melhor seu trabalho, evitando imprevistos e dores de cabeça com a gestão da fazenda.



 

Quer começar a usar a tecnologia de mapeamento com drones para organizar sua rotação de culturas? A Altamap pode te ajudar.






Posts recentes

Ver tudo
bottom of page